Sete em cada dez pessoas com diabetes morrem por doenças cardiovasculares

Sete em cada dez pessoas com diabetes morrem por doenças cardiovasculares

Médico de família tem um papel essencial na avaliação do risco e na prevenção de complicações como a diabetes ou as doenças cardiovasculares, alerta especialista na véspera do Dia Mundial do Médico de Família.

70% das pessoas com diabetes morrem por doenças cardiovasculares. Um controlo da doença pode ajudar a prevenir não só este desfecho, como o risco de desenvolver complicações a este nível, que é duas vezes maior em pessoas com diabetes tipo 2 em comparação com a população não diabética. Para tal, o médico de família desempenha um papel fundamental.

"Sendo o médico que melhor conhece a pessoa com diabetes, quer do ponto de vista do seu historial de patologias, mas também do seu estilo de vida e da sua dimensão pessoal, assume uma posição privilegiada para avaliar o risco individual e particular de cada doente, gerindo-o ao longo dos anos, por forma a prevenir a ocorrência de complicações decorrentes do mau controlo da diabetes", afirma Tiago Maricoto, médico de medicina geral e familiar.

Embora, segundo o especialista, o nosso país tenha vindo a assistir a "uma grande evolução nos últimos anos nos cuidados médicos à diabetes, muito fruto da implementação de um excelente programa de cuidados de saúde primários nesta matéria, ainda estamos longe de conseguir um bom controlo deste problema de saúde".

Publicado em 20-05-2020

Fonte: https://www.newsfarma.pt/noticias/9245-sete-em-cada-dez-pessoas-com-diabetes-morrem-por-doen%C3%A7as-cardiovasculares.html

Notícias Recentes