São João testa drone

São João testa drone

Projeto no Hospital do Porto vai “encurtar distâncias e salvar vidas”.

O Hospital de São João no Porto realizou, no dia 28 de abril, o primeiro voo com um drone, que marca o início de um projeto que visa “encurtar distâncias para salvar vidas”, no âmbito da Zona Livre Tecnológica (ZLT) dedicada à emergência médica.

“Hoje é um dia simbólico, é o início de uma nova história em que o transporte aéreo é colocado ao serviço da saúde para encurtar tempo e salvar vidas. É esse o grande desígnio”, afirmou Fernando Araújo, Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), na sessão que antecedeu a demonstração da ZLT, a primeira em Portugal dedicada à emergência médica.

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Lacerda Sales, que também esteve presente, destacou as intenções do projeto, considerando que o mesmo pretende “fazer a diferença na vida das pessoas e salvar vidas”.

Fernando Araújo salientou que o recurso aos veículos não tripulados se têm demonstrado “eficaz” noutros países, seja no transporte de sangue e órgãos, ou no transporte de medicamentos, e que “os resultados são positivos”.

“Queremos estar na linha da frente da inovação nesta dimensão que é o transporte aéreo no âmbito da saúde e emergência que pode fazer a diferença para salvar vidas”, destacou o Presidente do Conselho de Administração do CHUSJ.

Para Lacerda Sales, “este é mais um voo para a afirmação deste ambiente tecnológico ao serviço da saúde no país”, lembrando que apesar dos “desafios”, as prioridades do Governo se mantêm, nomeadamente, a “mitigação das desigualdades em saúde”, a “aproximação do Serviço Nacional de Saúde dos cidadãos” e a “aposta na transição digital”.

O Secretário de Estado destacou ainda que este projeto de mobilidade vertical vai “fazer diferença na vida das pessoas” e marcará tanto a região Norte, como o país.

Não tendo ainda um número exato de quantos drones serão necessários para implementar estes projetos no país, Lacerda Sales garantiu que se o projeto correr bem na região Norte, será implementado noutras regiões. “Tudo o que corre bem numa parte do país deve ser replicável”, afirmou, salientando que futuramente a aquisição destes equipamentos por parte do ministério da Saúde será uma “matéria intergovernamental”.

O drone testado ontem, dia 28 de abril, no parque de estacionamento do hospital continha um frasco com antídoto para picada de cobra, medicamento entregue em mãos por um médico a Lacerda Sales. A demonstração, que demorou perto de cinco minutos, foi concluída “com sucesso”.

Para saber mais, consulte:

CHUSJ > Notícias

Publicado em 30-04-2022

Fonte: https://www.sns.gov.pt/noticias/2022/04/29/sao-joao-testa-drone/

Notícias Recentes