Oncologia | Investigação clínica

Oncologia | Investigação clínica

SEAS destaca a importância dos ensaios clínicos na área oncológica.

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, participou, esta quinta-feira, na conferência “A Investigação Clínica no Centro Académico de Medicina de Lisboa”, que assinalou a assinatura de um protocolo entre o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) e o consórcio internacional START para a instalação de um centro de ensaios clínicos de Fase 1 em Oncologia no CHULN. Destacando que o cancro é a segunda causa de morte em Portugal, o governante considera que os ensaios clínicos de fase 1 feitos no âmbito do consórcio, que devem incluir até 200 pessoas num ano, “são uma oportunidade para os doentes oncológicos acederem a tratamentos novos, quando já não existem alternativas terapêuticas disponíveis”. Através dos ensaios clínicos, prosseguiu, “melhoramos o acesso dos cidadãos às soluções terapêuticas mais inovadoras, melhoramos os cuidados assistenciais que lhes são prestados e contribuímos para a evolução da prática clínica”. No decorrer do evento, Lacerda Sales referiu que o número de ensaios clínicos autorizados em Portugal cresceu gradualmente na última década, mas reconheceu que “existe um enorme potencial de crescimento de ensaios clínicos” no país. Por isso, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde reafirmou o compromisso assumido pela área governativa da saúde de “duplicar o número de ensaios clínicos realizados em Portugal até ao final da legislatura”. O START é um consórcio internacional que tem centros em Santo António do Texas, em Michigan, em Madrid, em Xangai e em Taipé, sendo o maior centro associado para ensaios de fase 1 a nível mundial.

Publicado em 10-06-2022

Fonte: https://www.sns.gov.pt/noticias/2022/06/09/oncologia-investigacao-clinica/

Notícias Recentes