Durvalumab já comparticipado em Portugal

Durvalumab já comparticipado em Portugal

Durvalumab em monoterapia está indicado para o tratamento do cancro do pulmão de células não-pequenas (CPCNP), localmente avançado, irressecável, em adultos cujos tumores expressam PD-L1 em ≥ 1% nas células do tumor e cuja doença não progrediu após quimiorradioterapia baseada em platina.

Depois da autorização de introdução no mercado por parte da Comissão Europeia no ano passado, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), concedeu agora a comparticipação de Durvalumab para o tratamento do cancro do pulmão de células não-pequenas (CPCNP) irressecável, localmente avançado (estádio III) em doentes cujos tumores expressam PD-L1 em ≥ 1% das células do tumor e cuja doença não progrediu após quimiorradioterapia baseada em platina.

Depois de décadas sem avanços na terapêutica sistémica para o tratamento de doentes com CPCNP no estádio III surge o estudo PACIFIC, que avaliou o primeiro fármaco de imunoterapia a ser utilizado neste setting - Durvalumab. No estudo PACIFIC, durvalumab, como terapêutica de consolidação após quimiorradioterapia, demonstrou reduzir de forma significativa o risco de progressão da doença e de morte em doentes com CPCNP irressecável no estádio III.

Publicado em 05-10-2019

Fonte: https://www.newsfarma.pt/noticias/8398-durvalumab-j%C3%A1-comparticipado-em-portugal.html

Notícias Recentes