CHUSJ | Colheita de órgãos

CHUSJ | Colheita de órgãos

São João mais do que duplica colheitas para transplante em 2021.

O Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ), no Porto, mais do que duplicou em 2021 o número de colheitas de órgãos para transplante, comparativamente com o ano anterior.

De acordo com dados que comparam 2020 e 2021, o CHUSJ registou um aumento superior a 104%, passando de 25 para 51 órgãos, e a maior colheita verificou-se no grupo de dadores em morte cerebral (38). Já as colheitas em dadores em morte circulatória não controlada (13) refletem o período de interrupção da atividade devido à Covid-19.

No CHUSJ fazem-se transplantes de rim e coração, bem como de tecidos (córneas e células hematopoiéticas). A colheita de outros órgãos beneficia outros centros hospitalares nos quais são feitos outro tipo de transplantes. Além dos doentes do CHUSJ, são referenciados para este hospital dadores dos chamados «hospitais afiliados»: Pedro Hispano (em Matosinhos), Penafiel e Viana do Castelo.

Em 2021, o CHUSJ registou «o maior número de transplantes de órgãos dos últimos anos» com 98 transplantes. O aumento registado face a 2020 (mais 57) deriva quase na totalidade do transplante renal, cujo peso representa 87% do total de órgãos transplantados. Dos 85 transplantes de rim realizados, cinco dos quais foram de dador vivo.

Já o serviço de cirurgia cardiotorácica realizou 13 transplantes cardíacos, para os quais contribuíram sete dadores de colheitas feitas no CHUSJ e seis dos hospitais afiliados.

No que se refere ao transplante de tecidos, o acréscimo foi de mais 43,8% face a 2020, com mais expressão no transplante de córneas (mais 65%).

Para saber mais, consulte:

CHUSJ – https://portal-chsj.min-saude.pt/

Publicado em 21-05-2022

Fonte: https://www.sns.gov.pt/noticias/2022/05/20/chusj-colheita-de-orgaos/

Notícias Recentes