Bactérias estão cada vez mais resistentes a antibióticos

Bactérias estão cada vez mais resistentes a antibióticos

Nos últimos cinco anos, uma agência de saúde pública de Inglaterra identificou 32 bactérias capazes de resistir a todos os antibióticos. Mortes por resistência a antibióticos deverão aumentar.

Para perceber a dimensão do problema, importa olhar para os números: na última década, os cientistas no Reino Unido identificaram 19 novos mecanismos de resistência de bactérias a antibióticos; só em 2015, os organismos oficiais daquele país registaram 52.971 infeções resistentes a antibióticos, que resultaram em 2.172 mortes; e nos últimos cinco anos, uma agência de saúde pública de Inglaterra identificou 32 bactérias capazes de resistir a todos os medicamentos.

Os dados, citados pelo The Guardian, mostram que as bactérias estão cada vez mais a desenvolver mecanismos de resistência, o que pode colocar em causa o tratamento e a cura dos pacientes. Por isso mesmo, o serviço nacional de infeções da agência de Saúde Pública de Inglaterra (PHE, na sigla inglesa) delineou uma estratégia para melhorar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS) britânico na identificação e controlo das doenças infecciosas nos próximos cinco anos.

Além disso, o SNS britânico vai reduzir o uso de antibióticos em mais 15% de forma a mantê-los o mais eficazes possível, oferecendo ao mesmo tempo o acesso aos pacientes a novos tratamentos.

Publicado em 11-09-2019

Fonte: https://observador.pt/2019/09/11/bacterias-estao-cada-vez-mais-resistentes-a-antibioticos/

Notícias Recentes